A decadência de Santa Catarina

Código : 559

De R$ 18,00 Por R$ 16,20 Adicionar ao Carrinho
A emergência de um discurso sobre a decadência da Capitania de Santa Catarina coincidiu com um conjunto de críticas aos princípios que nortearam as práticas do governo no século XVIII. Na perspectiva da nova concepção de governo, a causa da decadência da Capitania deixava de ser atribuída à indolência da população para ser atribuída ao modo como ela era governada: defender e manter o domínio do território não deveriam mais ser as preocupações fundamentais do Estado. Invertia-se a antiga noção segundo a qual o súdito era uma peça a serviço do domínio territorial do soberano. Doravante, o exercício do governo deveria ter por objetivo a conservação e o aumento da população, aumento que dependia exclusivamente de um conhecimento do território, do seu mapeamento, da construção de vias de interligação e da formação de núcleos populacionais. Estavam dadas as condições para a imigração no Sul do Brasil, no século XIX.

ISBN:

9788532804945

Ano de Publicação:

2010

Edição:

1

Formato:

0cm.

Nº Páginas:

108p.

Peso:

170g.